Vilipêndio ganha uma página inteira na Revista Metal Massacre Rock Made in Brazil

VILIPÊNDIO
15 Abismos
(Lançamento)

Slayer, Stooges, Dorsal Atlântica, Motörhead, Ratos do Porão. Punk, hardcore e thrash. Letras politizadas ao extremo.
Estas são as credenciais que apresenta o pessoal do Vilipêndio, banda carioca formada em meados da década de 90 por Ricardo Caulfield, Márcio Bukowski e Alexandre Salinger, respectivamente vocal, guitarra e baixo, cujo nome na época, Vilipêndio de Cadáveres, não deixava nenhuma dúvida sobre o estilo adotado.

Como não contavam com um baterista fixo, Alexandre decidiu passar para o instrumento. Em junho de 1999, decidem registrar este CD, cujas gravações se arrastariam até o início do ano seguinte, tendo Márcio gravado as partes de baixo e guitarra base. Na produção, ninguém menos que Carlos "Vândalo"Lopes, uma das influências assumidas do grupo.
Já em 2001, mudanças na formação: Alexandre decide sair por motivos pessoais, e a banda convoca dois novos integrantes: Nilson Guimarães, para a bateria, e Marcelo Ramiro, para o baixo.

Com letras panfletárias e ácidas (porém de bom humor), todas em português, e uma gravação propositadamente "crua"e "suja", com guitarras esporradas lá no alto e vocal berrado, o trabalho é uma boa pedida para os fãs do antigo Ratos do Porão e de outras bandas "das antigas", que se preocupavam mais com atitude do que o som propriamente dito.

Portanto, um aviso: quem procura musiquinhas "bonitas e bem tocadas", com músicos virtuosos demonstrando sua capacidade técnica em melodias doces e suaves, e vocalistas líricos tentando alcançar notas angelicais em letras versando sobre paragens plácidas e amores platônicos, deve passar longe deste CD.

PS : Está disponível para download inteiramente gratuito no website da banda (www.vilipendio.hpg.com.br), uma história policial baseada no CD 15 Abismos, abordando várias questões como rock, violência e mídia.

Voltar