Endereço:
http://www.poraoweb.com.br/temp/texto_resenhas.php?ID=67
 
13/04/2004
Vilipêndio
15 Abismos
Por Luciano - lucianobranco@poraoweb.com.br


Vilipêndio - 15 Abismos

A banda carioca Vilipêndio chega aos nossos ouvidos com Abismos (lançado em 2001) sua estréia fonográfica e também literária (sic!), juntamente com o CD recebemos também o livro chamado Abismos totalmente inspirado no conteúdo do álbum da banda e feito por Ricardo Caulfield (compositor, guitarrista e vocalista) que escreveu o romance dividindo ele em 15 capítulos com os mesmos nomes das 15 faixas do disco (o livro esta disponível on-line no site da banda). O livro vale pela curiosidade e pela iniciativa acho que até pioneira entre as bandas brasileiras do estilo e também prima pela qualidade do material o livro muito bem feito possui uma arte gráfica bacana.

O som é um misto de hardcore e trash-metal, ou seja, rápido, pesado, gritado (a única pisada de bola o vocal as vezes ate gutural poderia ser deixado de lado), com letras em português que refletem, pessimismo, violência, raiva, revolta, estados alterados da mente, futuro incerto, sociedade decadente, política de auto favorecimento, sistema de seguranças corruptos, religião e por aí vai...

A banda é composta por Ricardo Caulfield (guitarra solo e vocal), Marcio Bukowski (baixo e guitarra base) e Alexandre Salinger (bateria) que são cheios das referências até em seus (codi) nomes e por falar em referências quem produziu a bolacha foi uma lenda viva do metal brasileiro Carlos Vândalo Lopes (da Dorsal Atlântica e que também já atacou de escritor) que ficou incumbido da missão de mesclar o peso da musica da banda com a mensagem de suas letras, ele consegui e a banda fez um grande trabalho musical e gráfico (a arte do CD assim como a do livro esta beleza!).

Difícil destacar alguma faixa, mas Olhos Vermelhos, Eu Defendo a Lei, Destruir, De Olhos Bem Abertos e Oração Para os Invejosos são as melhores na junção musica e letra. Vale conhecer a Vilipendio.

Serviços:

http://www.vilipendio.com

 

Voltar